Histeroscopia: Para que Serve, Dói, Preço e Onde Fazer?

O que é e para que serve a Histeroscopia

A Histeroscopia é um exame realizado para se analisar o interior do útero, chamado de cavidade uterina ou cavidade endometrial, além do canal cervical, e pode ser tanto diagnóstica quanto cirúrgica, servindo para o diagnóstico de afecções ginecológicas, como pólipos, mioma, aderências, espessamentos endometriais, e até o câncer de endométrio.

Na Histeroscopia, utiliza-se uma câmera endoscópica para análise visual do endométrio, e diferentemente, na curetagem esse procedimento é feito sem essa visualização.

Quem deve realizar Histeroscopia?

O exame é indicado quando são identificadas alterações na ultrassonografia ou em exames como Histerossalpingografia ou Colposcopia.

exame-de-histeroscopiaTambém é indicado para pacientes com infertilidade, para averiguar a incidência ou não de patologias no interior do útero.

É realizado também nas pacientes que possuem algum corpo estranho dentro do útero, como por exemplo o diu, onde algumas pacientes tem dificuldades para retirá-lo do canal vaginal.

O exame também é realizado nas pacientes que apresentam um sangramento uterino anormal, ou seja, aquelas pacientes que sangram além do normal e de forma irregular, sangrando muitos dias no mesmo mês.

Pacientes com dor pélvica, e que apresentam muito dor e cólica na hora da menstruação, chamada de dismenorreia.

Pacientes que após um abortamento ficam com restos ovulares retidos no interior do útero.

Quando a paciente apresenta alguma má formação uterina que não foi bem visualizada por uma ultrassonografia ou por algum outro exame de imagem, pode-se realizar a Histeroscopia como pesquise de má formação.

Histeroscopia cirúrgica e diagnóstica: preço

O exame de Histeroscopia pode ser feito por convênio ou particular, e no regime particular, a Histeroscopia cirúrgica tem o preço aproximado de R$ 4300,00 e a Histeroscopia diagnóstica custa aproximadamente R$ 2700,00.

Como é feito o exame de Histeroscopia

aparelho-de-histeroscopiaA Histeroscopia cirúrgica é considerada uma cirurgia minimamente invasiva, ou seja, não tem cortes, e é uma cirurgia de maior simplicidade de realização, e é realizada para remover e ressecar patologias que estão presentes no interior do útero da paciente, como pólipos, miomas e aderências, que podem ser ressecadas por uma alça na Histeroscopia cirúrgica.

Histeroscopia: repouso e recuperação

Como é um procedimento minimamente invasivo, as pacientes conseguem retornar muito rápido para as suas atividades diárias do que por uma cirurgia convencional.

Histeroscopia dói?

A Histeroscopia dói e gera desconforto em algumas mulheres, apesar de ser geralmente bem suportado. Quando a paciente opta por não sentir dor durante o procedimento, e realizar o exame com anestesia, ela deve permanecer no hospital por um período para a recuperação do processo anestésico.

Histeroscopia: onde fazer?

A Histeroscopia não precisa ser feita sempre com a mulher internada, e esse exame pode ser realizado com ou sem anestesia, mas em algumas circunstâncias é necessário respeitar a limitação de cada regime de internação, muitas vezes a única forma de oferecimento de um procedimento eficaz e seguro é através de regime de internação hospitalar.

Para a Histeroscopia cirúrgica a paciente pode ter que ficar internada no hospital por um tempo maior, sendo que isso geralmente não ultrapassa 24 horas de internamento.

Existem algumas indicações precisas para que a paciente internada, e em regime de internação tem-se dois tipos, o hospital dia, que são procedimentos realizados durante apenas doze horas de internação, e o outro é aqueles que merecem um maior tempo de hospitalização, ou seja, quando passam de doze horas e a paciente fica no hospital por um dia.

Quais são as principais indicações da internação hospitalar?

Pacientes que serão submetidas a um procedimento de maior complexidade, sendo de um ponto de vista cirúrgico ou anestésico, em casos como, úteros mais volumosos, que levam maior tempo cirúrgico, ou patologias de maior complexidade, como alguns septos, má formações do aparelho genital, ou mesmo miomas acima de 5 cm.

frequencia-de-achados-histopatologicos

Pacientes que tenham doenças prévias que tenham necessidade de preparo ou pré ou pós operatório, e que necessitem de uma infraestrutura hospitalar.

Pacientes que tenham estenose do colo, ou seja, um colo muito fechado, e que se faça necessário um preparo desse colo no período de pré-operatório, muitas vezes é colocado uma medicação, que é uma prostaglandina, na parede intravaginal, e esse preparo deve ficar em torno de oito horas antes da realização do procedimento cirúrgico.

Pacientes que tenham problemas sociais, ou porque moram muito longe do local da cirurgia, ou porque não tem disponíveis pessoas para auxiliar em seus cuidados.

Pacientes que muita das vezes tenham a necessidade de uma recuperação ou então pacientes em que ocorreram complicações próprias do ato cirúrgico da Histeroscopia no inter operatório, como sangramento excessivo, perfuração uterina, laceração de colo, que são complicações que apesar de mínimas, podem ocorrer, nesse caso a paciente irá precisar de uma evolução pós-operatório acompanhada mais de perto.

One Comment

  1. a ninha esposa precisa fazer uma ciruria de histeroscopia cirugica.preciso saber do preço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *